Thursday, October 20, 2016

Zaphir na Amazon

Thursday, October 06, 2016

Dor de Cotovelo


Lembranças da primeira vez
O que se faz quando o amor acaba? É estranho e patético pensar nisso agora, porque não estaria fazendo essa pergunta a mim mesmo, se não tivesse levado um pé na bunda. Na verdade fui eu mesmo que detonei a relação, mas só fiz isso porque sabia que não havia outro jeito e temia que a coisa desandasse para algo pior. Covardia? Um pouco, talvez. Sofrer de amor não era algo que me atraísse, apesar de flertar com a depressão e me envolver nela de forma cada vez mais frequente. Meu editor costuma dizer que escrevo melhor quando estou depressivo. Deve ser verdade, já que ele fica feliz quando eu não estou.
Agora eu estou aqui, no lugar onde acontecimentos dessa natureza costumam nos levar; a mesa do bar. Olho para o copo com uma certa repulsa. Eu gosto de um bom vinho, costumo apreciar até mesmo um conhaque, em algumas ocasiões. Todavia, nunca fui um bebedor inveterado. Nunca gostei da sensação de ficar bêbado, embora nela tenha me refugiado algumas vezes. Que atire a primeira pedra quem nunca tomou um porre e meteu o pé na jaca, mas acho que estou me dispersando. Voltemos ao motivo principal desta escrita: o fim do amor!